Calliandra

2
1774

CALLIANDRA BREVIPES

Nome científico: Calliandra brevipes Benth.
Nomes Populares : Caliandra, quebra-foice, esponjinha
Família : Angiospermae – Família Mimosoideae
Origem: Nativa brasileira

Descrição:
Planta arbustiva muito ramificada, de ramos finos e que pode chegar a 1,0 m de altura se não controlado por podas.

As folhas são compostas, paripinadas com folíolos bem pequenos, dando às folhas o aspecto de uma pena de ave.
As flores são bem pequenas, com estames longos de cor rosa, vermelho ou branco, reunidas em inflorescência. A aparência da inflorescência é de um pompom.
Floresce da primavera ao fim do verão e pode ser cultivada em todo o paíse em regiões de calor mais ameno tem uma floração abundante.

Modo de Cultivo:
É de fácil cultivo e necessita de sol direto, solo permeável e rico em matéria orgânica.
Plantio:
Abrir uma cavidade maior que o torrão a ser plantado.
Fazer uma combinação de adubo animal curtido, cerca de 1 a 2 kg/muda com composto orgânico ou húmus de minhoca e 100 gramas de farinha de ossos.
Colocar uma parte no fundo do buraco, acomodar o torrão e completar com a mistura.
Regar bem.
Regar bastante nos próximos dias em que não chover e depois espaçar as regas.

Propagação:
Para fazer a propagação da caliandra poderemos usar a técnica da estaquia, com a retirada de ponteiros de ramos, quando da poda de inverno.
Colocar em areia úmida ou casca de arroz carbonizada, cobrindo com plástico até o enraizamento.
Notará que enraizou quando iniciar a emissão de folhas novas.
Também poderemos usar o método das sementeiras, recolhendo as sementes e colocando em terra comum de canteiro misturada com areia, mantendo este substrato úmido e coberto até a emergência.
O transplante será feito quando a plantinha tiver umas 6 folhinhas.
Usar a mesma mistura recomendada para plantio, colocando em vasos ou sacos de cultivo.

Paisagismo e uso decorativo:

É uma planta nativa, nos campos existem exemplares espontâneos.
Seu uso como cerca – viva para propriedades rurais encantou paisagistas que a trouxeram para a cidade para ornamentar praças e parques públicos.
Na arborização de canteiros centrais em avenidas e nas calçadas também é muito empregue.
Para jardins de condomínio, poderá ser colocada na separação de ambientes e para áreas empresariais é bem-vinda também, pois a única manutenção é alguma poda anual no inverno para dimensionar seu tamanho.

Pode ser trabalhada como bonsai, devido ao tamanho pequeno de suas folhas e  sendo muito indicada para bonsaistas iniciantes, visto que, resiste muito bem a podas drásticas, aramações e intervenções em suas raízes. Sem contar a beleza de sua floração.

2 COMENTÁRIOS

  1. Grande MacDonald Fernandes! Primeiramente, gostaria de dizer que adoro os seus vídeos. Eles se prestam a ajudar iniciantes como eu, nessa arte tão bonita. Bom, tenho uma calliandra rosa e percebo que mesmo durante o dia suas folhas continuam a ficar fechadas. Ela fica em uma sacada aberta que bate sol o dia todo, será que estou fazendo alguma coisa errada? As folhas fechadas é um sinal ruim?
    Desde já, muito obrigado! Abçs

    • Alguma coisa está errada… Calliandra só fecha quando está em extresse. Sol intenso, falta de água ou poda de raízes… Poste fotos no nosso fórum para podermos ajudar… abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here