Ulmus

0
976

Ulmus Parviflora

Nome Científico: Ulmus parvifolia

– Nome Popular: Ulmus, Olm chinês

– Família: Ulmaceae (Ulmáceas).

– Origem: China, Coreia, Japão.

– O Ulmus é às vezes erroneamente rotulado como Zelkova, causou confusão porque o nome científico foi anteriormente parvifolia Zelkova (hoje é Ulmus parvifolia). Zelkova está em Fóruns em guias separadas.

– Altamente valorizada pelos entusiastas do bonsai, devido ao seu rápido crescimento, resistência e facilidade para o ramo. Ideal para iniciantes.

– Bonsai típico de interior com uma boa iluminação solar.

– Folhas 1-2 cm de comprimento, quase sempre verde, verde escuro e ligeiramente dentadas.

– Planta semi-perene que se comporta como decídua em climas temperados e frios, brotando novamente na primavera. Em áreas mais quentes mantém as folhas durante todo o ano que não serão perdidos.

– Flores no início do Outono, que produzirá em maio insignificante samaras alada verde amarelado.

– Luz: Sol, mas não muito intenso.

– Temperaturas: Hibernam em uma temperatura entre 5 e 10 º C.

– Não tolera geadas. Podem ser cultivadas ao ar livre em zonas mais quentes.

– Umidade:  Borrifar a folhagem de manhã e à noite, quando a temperatura ultrapassar os 15 º C.

– Precisará de uma boa ventilação quando cultivada em interiores, deixando a janela aberta quando não estiver chovendo.

– Irrigação: Regar apenas quando o substrato estiver parcialmente seco superficialmente.

– Adubação:  Uma vez a cada 20-30 dias, do início da primavera para o verão e outono.

– Poda:  Requer podas constantes para conter a forma durante todo o período vegetativo.
– O Ulmus é uma árvore que responde bem a poda, mesmo o mais forte, surgindo assim a partir da madeira velha.

– A melhor época para podar é na primavera, assim como as pontas dos brotos, quando começam a inchar e a árvore começa a mobilizar a sua seiva.

– Pode ser feito também no verão.

– Intervenções vigorosas para esclarecer as raízes devem ser realizados durante o transplante e devem ser preferencialmente acompanhado por uma redução seletiva do vaso.

– Promover a formação de um tronco grosso, desfolhando completamente a árvore no final da primavera, a cada três anos.

– Transplante: – A cada 2 anos, no final do inverno em um substrato feito de 70% a 30% de composto(orgânico) e areia grossa.

– Multiplicação: – Por sementes, seguindo uma estratificação das sementes em água fria após a colheita na primavera.

– Por estacas: -Mergulhando em hormônio enraizador por 3 horas e espetando em areia grossa de rio. Enraizam de 30 a 60 dias. Não fazer estaquia no inverno.

Para quem quiser saber mais sobre a espécie, segue um vídeo demonstrativo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here